Nosso atendimento é realizado na: VILA MARIANA
Segunda-feira: das 14hs até 16hs
Terça-feira: das 18hs até 19:30hs
Quarta-feira: das 11hs até 14hs
WhatsApp: (11) 9.4495-1907

 

Outras Informações - Transplante Capilar

Entre em contato, tire suas dúvidas:

Nome:

E-mail:

Telefone:

Celular:

Cidade: Estado:

Mensagem:

O transplante capilar é um procedimento de risco mínimo e muito seguro.

Complicações significativas são extremamente raras.

Alguns pacientes referem uma “tensão” na área doadora por 1 a 2 dias sendo lhes então prescrito um analgésico leve para aliviar essa sensação.

Pequenas crostas se formam sobre cada enxerto. Elas podem ser camufladas pelo cabelo pré-existente penteado sobre elas.

O cabelo transplantado parece crescer, mas logo se desprende do couro cabeludo; as raízes, porém, permanecem em estado dormente por 03 meses, quando então os novos cabelos começam a crescer.
Pequenas inflamações podem ocorrer ocasionalmente ao redor de um folículo recentemente transplantado e são semelhantes a um pelo encravado ou espinha. Habitualmente regridem espontaneamente ou com o uso de compressas quentes. Caso persiste o médico com uso adequado de instrumental esterilizado auxilia o nascimento do pelo.

A cicatriz da área doadora devido à retirada da pele doadora é habitualmente bem estreita e pode ser facilmente escondida pelo cabelo circundante.

Os locais enxertados na área receptora frontal evoluem sem deixar cicatrizes visíveis e são cobertas pelo cabelo transplantado.

Em alguns pacientes um inchaço maior ou menor pode ocorrer na testa, nos primeiros dias, mas não deve causar preocupação, pois desaparece pouco tempo depois com o uso de compressas frias ou geladas.

Alguns pacientes referem uma pequena área de dormência acima da incisão doadora e na área central do couro cabeludo por alguns meses. Nenhuma perda de sensibilidade será perdida, se ocorrer, será momentânea.

VERDADE OU MITO?

Uso frequente de boné, lavar muito a cabeça, capacete de moto, etc… não fazem ninguém ficar calvo.
Pode acontecer da pessoa que já tinha predisposição genética para a calvície sofrer uma aceleração nesse processo e ficar calva um pouco mais cedo, mas ficaria exatamente com a mesma calvície sem a atuação desses fatores.

Quem pode fazer?

Qualquer pessoa que apresente perda definitiva do cabelo e que possua área doadora (cabelo nas laterais da cabeça e na região posterior (nuca)).

  1. Homens com padrão masculino da Calvície;
  2. Mulheres com rarefação capilar – padrão feminino de Calvície;
  3. Pacientes com áreas cicatriciais devido a traumatismos, queimaduras ou mesmo após procedimentos cirúrgicos como o Lifting Facial (cirurgia de face) e paciente que já realizaram um Transplante Capilar, mas ficaram com aspecto de “Cabelo de Boneca” e que desejem correção.

PERGUNTAS MAIS FREQUENTES E RESPOSTAS

É “cabelo de boneca”?
Não, pois a técnica aqui utilizada é a folicular / fio a fio. O resultado tipo “cabelo de boneca” acontece quando se utiliza a técnica do punch, quando são transplantados vários folículos (06 a 10) por orifício.

A anestesia é geral?
Não. É anestesia local após leve sedação. O paciente dorme ao longo do procedimento e não sente nenhuma dor. É um procedimento confortável para o paciente.

O procedimento de transplante capilar é dolorido?
Normalmente é feita uma leve sedação antes do procedimento, de modo que o mesmo é praticamente indolor. O desconforto no pós-operatório é reduzido e muitos pacientes se surpreendem com o fato de não sentirem dor alguma, mesmo após passar o efeito da sedação. Durante algum tempo permanece uma sensação de dormência na área doadora.

Os resultados são imediatos?
Não. Os novos cabelos começarão a brotar a partir do terceiro mês e vão crescer um centímetro por mês, que é o seu crescimento natural. Em torno do sexto mês já se tem um resultado muito bom, mas é importante esclarecer que o resultado final vê-se próximo de um ano.

A linha da frente ficará natural?
Sim. Há todo um cuidado em marcar uma linha frontal estética, em harmonia e equilíbrio com o rosto do paciente e que tenha sido aprovada previamente por ele. Seguindo-se um “dégradé”, uma linha irregular.

Os cabelos se multiplicam ao serem transplantados?
Não. O cabelo transplantado não se multiplica. Ele apenas muda de lugar e continua mantendo suas características originais. Talvez algum dia os médicos consigam clonar os folículos capilares da área doadora. Isso seria uma fonte de suprimentos inesgotável e muito beneficiaria os pacientes com pouquíssimo cabelo na área doadora. Essa tentativa ainda está em sua fase inicial e provavelmente seu custo seria altíssimo. Os atuais candidatos não devem esperar pela clonagem.

O que causa a Calvície?
A causa mais comum é hereditária e os homens são os mais afetados, pois o hormônio masculino testosterona ao ser degradado produz DHT (di-hidrotestosterona) que atua diminuindo a presença de Folículo Piloso em áreas sensíveis do couro cabeludo.

O Transplante Capilar funciona realmente?
Sim. O cabelo transplantado é removido de uma área do corpo (área doadora) e transferido para outra (área receptora). O folículo transplantado não é “rejeitado”, pois não é estranho ao organismo, é material biológico da própria pessoa, por isso, não há possibilidade de rejeição.

Há algum risco na cirurgia?
O risco existente é mínimo, se comparado com as cirurgias realizadas por um cirurgião geral, por exemplo. A cirurgia se limita às camadas superficiais do corpo e é realizada com anestesia local e uma leve sedação. Entretanto é necessária uma avaliação pré-operatória para saber se o candidato não é diabético, hipertenso, alérgico a algum medicamento, e se apresenta alguma doença crônica que contra indique a cirurgia.

Como ficarei após a realização do procedimento?
Pequenas crostas se formarão na área receptora e desaparecerão num período de 10 / 12 dias. A lavagem do couro cabeludo é feita entre 24 / 36 horas após o procedimento, os pontos da área doadora são retirados 02 semanas após e não ficam visíveis, pois o cabelo ao seu redor irá cobri-los. Caso resida fora de São Paulo, a retirada dos pontos poderá ser feita na sua cidade de origem.

Vai ficar alguma falha na área doadora?
Não. O couro cabeludo apresenta boa elasticidade, e ao se retirar a faixa de cabelo da área doadora, as margens da ferida são unidas e suturadas uma à outra. A única evidência da cirurgia é uma fina cicatriz escondida entre os cabelos da nuca.

Quando poderei retornar ao trabalho?
Dependendo da extensão do procedimento e do tipo de atividade profissional que exerça isto pode ocorrer em 48 horas após o procedimento. Será discutido melhor durante a consulta médica.

O Transplante Capilar é caro?
O transplante capilar é mais caro do que tratamentos alternativos ou uma prótese / peruca. Entretanto considerando-se o resultado definitivo, a naturalidade do resultado e a devolução da sua auto-estima, a maioria dos pacientes considera um bom investimento na sua satisfação. A longo prazo o custo do procedimento é menor que o gasto realizado com a compra de loções caras que não dão resultado, ou com o uso e manutenção de perucas ou outros dispositivos que são fixados na cabeça. Com a tração exercida para a fixação da peruca, muitos cabelos são arrancados ou os fios ficam mais fracos, com o que o problema da calvície se agrava.

Quantas sessões serão necessárias?
O número vai depender de:

1) extensão da área a ser tratada;
2) quantidade de enxertos retirados da área doadora;
3) densidade dos cabelos desejada pelo paciente;
4) características individuais do paciente, ou seja, pacientes com cabelo grosso aparentam densidade maior do que os que têm cabelo fino. O número de sessões pode ser determinado durante a consulta.

Medicamentos / Produtos para cabelos perdidos funcionam realmente?
O Minoxidil (Regaine), medicação tópica indicada para homens e mulheres para o tratamento da calvície androgenética e a Finasteride (Propecia) uma pílula para uso exclusivo masculino são as únicas medicações com base científica provada que podem diminuir o ritmo de progressão da calvície, mas, NENHUM MEDICAMENTO FAZ NASCER UM FIO DE CABELO EM QUE O FOLÍCULO (raiz) TENHA MORRIDO.

“Cabelo de Boneca” pode ser corrigido?
Sim. Os transplantes realizados há alguns anos atrás, em que tufos de 10 a 15 fios de cabelos eram transplantados, eram bem aceitos na época. Embora deixassem um aspecto desagradável, não havia outras alternativas. Hoje em dia não são mais utilizados em virtude do resultado estético inferior. Entretanto, o cirurgião habilitado nas técnicas mais modernas, em que são usados transplante de unidades foliculares, corrige tal problema com relativa facilidade. Outros problemas como o mal posicionamento da linha anterior, irregularidades do cabelo transplantado, rarefação dos cabelos na área doadora e outros, geralmente encontram solução. A escolha certa do cirurgião e o bom planejamento inicial são a chave para a obtenção de uma restauração capilar de boa qualidade.

Qual o intervalo entre as sessões de transplante?
O prazo ideal é de no mínimo 6/8 meses. Após esse tempo o couro cabeludo recupera sua textura anterior, o período de cicatrização terá se completado, o comprimento do novo cabelo já é suficiente para o paciente escolher como deseja fazer seu novo penteado e com isso ajudar o médico a planejar as futuras sessões. O novo cabelo permite também camuflar uma nova cirurgia, mediante um penteado que recubra as crostas que se formarão.

Existe alguma outra alternativa que não seja o transplante?
Infelizmente não. O Transplante Capilar é a única solução para o tratamento definitivo da calvície hereditária. Nos meios de comunicação são encontrados um número infindáveis de produtos destinados a combater a queda de cabelo e restaurar os cabelos perdidos. Entretanto a grande maioria não traz benefício algum para o paciente, a não ser para os bolsos dos fabricantes. Esses produtos geralmente são adquiridos por telefone e entregues na casa do interessado, sem que se conheça o nome da firma e o local onde foi fabricado.
Para ser comercializado, um medicamento deve ser testado e registrado pelos órgãos de fiscalização, o que não acontece com quase todos eles. A Food and Drug Administration dos Estados Unidos, orgão que controla a qualidade dos medicamentos, reconhece que apenas o Minoxidil e a Finasteride (Regaine e Propecia) podem trazer algum benefício para os pacientes.

Sou um bom candidato?
Os melhores candidatos a um transplante de cabelo são os homens que apresentam calvície ainda na fase inicial. É importante discutir com o paciente seus desejos e expectativas, a fim de que não ocorram mal-entendidos. Muitos pacientes se contentam com uma linha anterior bem definida e densa, não dando muita importância à área da coroa. Outros já desejam reduzir a área da coroa, sem se importar com a linha frontal.
O bom candidato também não deve ser fumante, embora o uso de cigarros não contra indique a cirurgia. É suficiente que o paciente deixe de fumar pelo menos 10 dias antes e após a cirurgia, para ter um melhor resultado. O uso de aspirina deve ser evitado também durante o mesmo tempo. É também necessário estar em boas condições de saúde e não apresentar doenças que contraindiquem a cirurgia, tais como diabetes, hipertensão, problemas cardíacos, pulmonares, renais, alterações da coagulação sanguínea e reações alérgicas aos medicamentos utilizados no transplante.

Quando fazer um Transplante Capilar?
A maioria dos homens que apresentam entradas, ou uma calvície em um grau mais avançado, dá pouca ou nenhuma importância ao fato, e só começam a se preocupar com o problema quando um acontecimento novo está para ocorrer, quando se sentem inferiorizados em determinadas situações ou com os apelidos pelos quais passam a ser tratados.
Inúmeras razões podem levá-los então a procurar o cirurgião plástico, entre elas:
• Não gostam de se olhar no espelho e ver menos cabelo a cada dia que passa
• Sentem que a perda de cabelos se associa ao envelhecimento, à perda da vitalidade e querem se manter jovens.
• Passaram por uma separação conjugal, e desejam mais cabelos para se tornarem mais atraentes para o sexo oposto.
• Cansaram de usar perucas e outros disfarces.
• Sentem-se mais eficientes no trabalho se tiverem uma aparência mais jovem.
• Sentem-se mais felizes com o cabelo natural.
• Necessitam de uma proteção contra o sol, prevenindo o câncer de couro cabeludo.
• É preferível ter cabelos, a não ter.
• A calvície incomoda e querem fazer algo positivo para resolver o problema em definitivo.

Pode haver rejeição do cabelo transplantado?
Não. Uma vez que os cabelos utilizados são da própria pessoa, os cabelos não são rejeitados, pois o código genético é o mesmo. Não existe a possibilidade de ser usado cabelo de outra pessoa que se disponha a ser doadora. Somente em casos de gêmeos univitelinos, que apresentam o mesmo código genético, seria possível fazer o transplante de um para o outro.

O transplante é feito da mesma maneira, em todos os pacientes?
Não. A cirurgia do transplante pode ser considerada uma obra de arte, cuja realização necessita de planejamento prévio, e de uma equipe competente que goste de fazer transplantes, para se conseguir um bom resultado final. Em virtude das dificuldades que apresenta, são poucos os cirurgiões que se dedicam ao transplante. No planejamento inicial deve ser levado em conta a expectativa do paciente com relação ao resultado, as necessidades individuais, o modo como é feito o penteado, e previsão para futuras perdas de cabelo.

 

 

 



Copyright © 2019 Hair Transplante SP - Transplante Capilar. Todo o conteúdo deste site é de uso exclusivo.

FALE CONOSCO

(11) 9.4495-1907
contato@hairtransplantesp.com.br

SIGA-NOS